Arquivo de março \08\UTC 2014

Corremos o Risco de nos Transformarmos em uma Nação Comunista?

O que me parecia uma idéia absurda anos atrás já consigo ver com certo receio, por vezes medo mesmo. Um dia enviei mensagem pelo Twitter para a então candidata a Deputada Federal pelo PCdoB (RS), Manuela D’Avila. Políticos em época de eleição respondem até bom dia dos seguidores. A minha pergunta foi direta e requeria uma resposta objetiva:

Se você tivesse poder, transformaria o Brasil em uma nação comunista?“. A resposta, no momento, me pareceu muito vaga mas hoje faz todo o sentido. A resposta:

Isso não se faz, se constrói“.

Na primeira parte ela admite que não se pode fazer isso com o poder da caneta ou, como queriam os terroristas que lutavam contra a ditadura militar, através de um golpe. Isso me conforta um pouco. Mas a segunda parte – “se constrói” – hoje causa-me temor.

Pois bem, por muitos anos tenho lido sobre o comunismo e observado governos socialistas e comunistas ao redor do mundo. E vejo no que acontece no Brasil atual muita similaridade. As coisas são feitas aos poucos, para o povo ir se acostumando com certas idéias. Eles chegaram ao poder (temos a esquerda no comando há 12 anos) através do voto e têm um exército de esquerdistas (blogueiros, jornalistas, sindicatos) que estão espalhando na mente das pessoas certas idéias que são a fundação de um país comunista. Em outras situações, com base em compra de apoio parlamentar, nos fazem engolir por lei mesmo. Vamos a alguns exemplos de que estamos caminhando para o comunismo?

Luta de classes: Pobre contra Rico; classe média contra pobre; rico contra pobre. Você está cansado de ouvir isso mas os esquerdistas do governo instigam esse debate para que você tenha nojo das chamadas “elites”, da “mídia”, para que você saiba que existe um culpado pelo seu fracasso. Não dão nome aos bois, isso faz parte do jogo, é evasivo.

Ditadura das minorias: Grupos minoritários que defendem temas que numa democracia (escolha da maioria) não virariam lei, são incentivados pelo governo e, por vezes, até recebem apoio da “mídia” (quanta ironia) para empenhar suas lutas. Esses movimentos vão ganhando corpo e voz e, sob pressão dos grupos menores e do governo, o congresso acaba fazendo não a vontade da maioria mas, sim, a vontade dessas pessoas.

– Excessivos programas sociais: É bolsa família, bolsa gás, bolsa leite, etc. Com isso o povo fica anestesiado. Prefere ganhar essas migalhas a ter de enfrentar uma fila de emprego, estudar e competir no mercado. Quem paga tudo isso são todos os que trabalham duro e recolhem honestamente seus impostos. A desculpa é a maior distribuição de renda. Dizem que estão tirando da miséria milhões de pessoas quando, na verdade, em um estado socialista se levam milhões para a miséria (vide o que acontece na Venezuela com o desabastecimento) para fazer companhia aos que já estão lá.

Mordaça na imprensa: Parte de um projeto de implantação do socialismo é limitar as ações da imprensa. Quantos projetos você já ouviu falar que tramitam ou tramitaram para votação em que o tema é esse? Franklin Martins deve ter criados vários. Mas qual a intenção de controlar a imprensa? Justamente para que não exista uma voz de oposição que, digamos, pudesse contaminar a mente das pessoas e abrir seus olhos. De novo, o combate a “mídia burguesa opressora”.

Compra dos sindicatos: Não lembro bem o ano, mas no primeiro mandato de Lula, os sindicatos foram desobrigados de prestar contas. Isso foi celebrado em Brasília com whisky 12 anos. Com isso, os sindicatos estão totalmente adestrados pelo governo e o mesmo não vê nos sindicatos ameaça. Muito pelo contrário. São uma massa de manobra (idiotas úteis) vitaminada, que a qualquer mando do governo, podem realizar protestos contra instituições democráticas e forçar opinião pública (mais idiotas úteis) a seguirem suas idéias.

Coitadismo dos bandidos: Para governos comunistas, bandido é um cidadão que não teve oportunidades e precisa realizar atos de infração (para mim, crimes) para poder sobreviver. Ora bolas, com tanto emprego nesse país e um aumento significativo da qualidade de vida, essa tese não se sustenta mais. É desvio de caráter mesmo. é o Relativismo Moral em ação.

Ataques às ações da Polícia Militar: Quantas vezes a tal mídia opressora mostrou na televisão supostos abusos da força policial? Até aí tudo bem, estes abusos até podem existir. Agora, você já percebeu que mortes de policiais em defesa dos cidadãos honestos não recebem a mesma repercussão? Porquê querem que você sinta pena do bandido e não do policial. Querem que você defenda que a polícia não pode agir, não pode usar da força. Querem que você defenda a desmilitarização da polícia.

Não esqueça, um estado comunista se constrói, como disse a Deputada do PCdoB, Manuela D’Avila. E se você acha que não está sendo construído um, está na hora de pesquisar mais, ler mais e se informar do que está acontecendo na América Latina, sob diretrizes do chamada Foro de São Paulo.

E no dia em que não tivermos mais liberdade de expressão e papel higiênico, saiba que o comunismo chegou. Não haverá mais nada a ser feito a não ser lutar nas ruas.

Nota: Se você leu nesse texto que coloco socialismo e comunismo no mesmo saco, não foi por acaso. O Socialismo é só um caminho. O fim é o comunismo. Construído aos poucos.

Deixe um comentário